• Canil Grandwolf Labrador e Pug
  • Canil Grandwolf Labrador e Pug
  • Canil Grandwolf Labrador e Pug
  • Canil Grandwolf Labrador e Pug
  • Canil Grandwolf Labrador e Pug
1 2 3 4 5
  • Sobre o Canil
  • Instalações
  • Raças
  • Hospedagem
  • Galeria de Fotos
  • Como Chegar
  • Notícias

Raças que Criamos


LABRADOR

PUG


Por acaso seu filho pede insistentemente um animalzinho de estimação e você tem dúvidas se atente ao pedido.

Quer uma dica?

Saiba que um animal de estimação ajudará no desenvolvimento emocional e social da criança. Com um animal de estimação, o pequeno da família não mais terá poder total como tinha com seus brinquedos. Para cada atitude dela, o animal de estimação terá uma reação, atuando diretamente no processo de socialização da criança.

Sobre o Canil

O Canil Grand Wolf é especializado na raça Retriever do Labrador, dedicando-se a ela a mais de 10 anos.

Com registro na Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) e Federação Internacional de Cinofilia (FCI), trabalhamos de acordo com as normas nacionais e internacionais de criação.

O Canil Grand Wolf fica a 70 Km de São Paulo, na cidade de Juquitiba, em uma área de 350.000m², sendo 80% de Mata Atlântica totalmente preservada, localizado no Sítio São Benedito que existe há 40 anos.

Nossos cães respiram 100% de ar puro, se integram à exuberante riqueza natural que abriga muito verde. Lagos, nascentes, áreas gramadas, eles nadam, brincam e se exercitam em amplo espaço de lazer e atividades.

Venha nos visitar e conferir!!!!

Instalações

Todas a nossas instalações são submetidas a um rigoroso controle sanitário. Contamos com uma equipe de suporte técnico especializada em limpeza e tratamento, e ainda com veterinários especializados em pequenos animais e em nutrição animal.

Maternidade:

A grande preocupação foi proporcionar às nossas matrizes um local ideal para reprodução, com segurança, tranqüilidade e higiene.

Área exclusiva para criação de cães:

• Box;

• Áreas de banho de sol descobertas (solários);

• Área para eles correrem e se exercitarem;

• Área de repouso coberta;

• Sala de banho e higiene;

• Maternidade, aonde nossas matrizes tem seus filhotes com segurança e higiene.

Visitas somente com agendamento.

Pug

PADRÃO OFICIAL DA RAÇA

Grupo 9 - Cães de Companhia.
Seção 11 - Cães Molossos de Pequeno Porte.
Padrão FCI nº 253 - 11 de maio de 1998.

País de origem: China.
País Patrono: Grã-Bretanha.
Nome no país de origem: Pug.
Utilização: Companhia.
Sem prova de trabalho


APARÊNCIA GERAL: decididamente quadrado e massudo, ele é "multum in parvo" (cão compacto e atarracado), como mostra sua forma compacta, suas boas proporções e sua musculatura rija.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: charmoso, digno e inteligente. Equilibrado, feliz e de muito disposição.

CABEÇA: larga, redonda, não em forma de maça.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: sem sulco. Rugas claramente definidas.
REGIÃO FACIAL
Focinho: curto, truncado, não arrebitada.
Maxilares / Dentes: ligeiramente prognata inferior. Torção de mandíbula, dentes ou língua à mostra são altamente indesejáveis. Mandíbula larga com os incisivos, quase, em uma linha reta.
Olhos: escuros, muito grandes, de forma globular, expressão doce e afetuosa, muito brilhantes e quando o cão está excitado, cheios de fogo.
Orelhas: finas, pequenas, macias como veludo preto. Há dois tipos:
- orelha em rosa: pequena, caída, que se dobra para trás e descobre o pavilhão auditivo externo;
- orelha em botão: caída para a frente, a extremidade junto ao crânio, de maneira acobrir o orifício da orelha e direcionada para os olhos. A preferência é dada às últimas.

PESCOÇO: ligeiramente arqueado para se assemelhar a uma crista; forte, espesso, com bastante comprimento para portar a cabeça orgulhosamente.

TRONCO: curto e compacto.
Dorso: linha superior plana; nem selada, nem carpeada.
Peito: largo e com boas costelas.

CAUDA (espiral): inserida alta, enrolada tão firmemente quanto possível sobre a anca. Enrolada duas vezes, é altamente desejável.

MEMBROS:
Anteriores: pernas muito fortes, retas, de comprimento moderado, bem colocadas debaixo do corpo.
Ombros: bem inclinados.
Posteriores: pernas muito fortes, de comprimento moderado, bem debaixo do corpo, retos e paralelos, quando vistos por trás.
Joelhos: bem angulados.

PATAS: não tão compridas quanto os pés de lebre e nem tão redondas quanto os pés de gato; dedos bem separados, unhas pretas.

MOVIMENTAÇÃO: vistas de frente, as pernas anteriores devem se movimentar bem debaixo dos ombros; as patas bem direcionadas para a frente, não virando nem para dentro, nem para fora. Vistas por trás, a ação deve ser igualmente correta. Usa os anteriores com grande força, colocando-os o mais à frente possível, com os posteriores se movendo livremente, fazendo um bom uso dos joelhos. Um ligeiro "roll" dos posteriores é típico dos seus movimentos.

PELAGEM:
Pêlos: finos, lisos, macios, curtos e brilhantes, nem duros, nem lanosos.

COR: prata, abricó, fulvo ou preto. Cada uma claramente definida para fazer um completo contraste entre as cores, o traço (uma linha preta que se estende do occipital até a raiz da cauda) e a máscara. Marcas claramente definidas. O focinho, a máscara, orelhas, marcas nas bochechas, marca do polegar ou diamante na testa e o traço devem ser o mais preto possível.

PESO: 6,3 kgs a 8,1 kgs.

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

NOTAS:
- os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.
- todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

 

Retriever do Labrador

PADRÃO OFICIAL DA RAÇA

CBKC nº 122b, de 30/4/94
FCI nº 122c, de 24/6/87
País de origem: Grã-Bretanha
Nome no Brasil: Retriever do Labrador
Nome no país de origem: Retriever (Labrador)


APARÊNCIA GERAL: muito ativo, de constituição robusta e tronco curto; o crânio é largo; o peito e as costelas são largos e profundos; lombo forte, assim como, os posteriores.

CARACTERÍSTICAS: bom temperamento, muito ágil; excelente faro, cuidadoso ao recolher a caça (boca macia); vidrada por água. Companheiro dedicado, de fácil adaptação ao meio.

TEMPERAMENTO: inteligente, perspicaz, obediente, com forte desejo de servir. De natureza gentil, sem qualquer indício de agressividade ou da indesejável timidez (falta de coragem).

CABEÇA E CRÂNIO: largo com stop bem definido. Contorno bem delineado, sem ser bochechudo. Maxilares de comprimento médio, poderosos e não afilados. Trufa larga, com narinas bem desenvolvidas.

OLHOS: tamanho médio, de cor marrom ou avelã, com expressão inteligente e bom temperamento.

ORELHAS: de tamanho médio, de inserção, preferivelmente, bem para trás, portadas caídas rente às faces, sem ser pesadas.

MAXILARES: os maxilares e os dentes são fortes, com a mordedura em tesoura perfeita, regular e completa, isto é, os incisivos superiores sobrepõem-se aos inferiores em contato justo e inseridos ortogonalmente aos maxilares.

PESCOÇO: forte, robusto e sem barbelas, inserido em ombros bem acoplados.

ANTERIORES: ombros inclinados e escápulas longas. De qualquer ângulo, os membros anteriores apresentam uma ossatura bem desenvolvida e reta, desde os cotovelos até o solo.

TRONCO: peito de boa largura e profundidade, com costelas arqueadas em barril. Linha superior nivelada. Lombo largo, curto e forte.

POSTERIORES: bem desenvolvidos. Garupa bem desenvolvida, sem inclinação em direção à cauda. Joelhos bem angulados. Jarretes de vaca são altamente indesejáveis.

PATAS: redondas, compactas; dígitos bem arqueados e almofadas plantares bem desenvolvidas.

CAUDA: característica da raça, conhecida por "cauda de lontra": muito grossa na raiz, adelgaçando gradualmente para a ponta, comprimento médio, sem franjas, completamente revestida por uma pelagem curta, espessa e densa, conferindo uma aparência roliça. Portada alta, mas sem enroscar sobre o dorso.

MOVIMENTAÇÃO: com desenvoltura e cobertura de solo adequada. Os anteriores e posteriores realmente alinhados.

PELAGEM: outro aspecto característico da raça. Curta e densa, com ligeira aspereza ao toque, sem ondulações ou franjas; subpêlo resistente às intempéries.

COR: totalmente preto, amarelo ou fígado/chocolate. A gama dos amarelos vai desde o creme claro ao vermelho (da raposa). Permitida pequena mancha branca no peito.

TALHE: altura ideal, na cernelha, de 56 a 57 cm, para os machos, e de 54 a 56 cm, para as fêmeas.

FALTAS: qualquer desvio, dos termos deste padrão, deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção da sua gravidade.

NOTA: machos deverão apresentar os dois testículos, com aparência normal, completamente descidos e bem acomodados na bolsa escrotal.

Plantel

Estamos há mais de 10 anos criando cães da raça Retriever do Labrador com o objetivo chegar à perfeição da raça, no temperamento calmo, na inteligência e na capacidade física e para isso acontecer selecionamos nossas Matrizes e Padreadores com muita exigência e consciência.

Nos preocupamos com a saúde de nossos cães, fazendo um trabalho sério de controle de displasia e estudando toda a cobertura de nossas matrizes, obtendo assim a pureza da raça.

Com um trabalho responsável e consciente, obtemos desta forma a qualidade desejada em nosso plantel.

Hospedagem

Aguarde publicação

Galeria de Fotos

Como Chegar

Atendemos somente com agendamento.

Após a confirmação da visita enviaremos o mapa e como chegar ao canil.

Telefones - (11) 4681-4170 / 9.7156-2053 / 9.7138-9477 / 9.7156-2053

Bete ou Marcos

Horário de atendimento - 10:00 às 17:00 h

Notícias

Ana Paula do vôlei e seu filho Gabriel, com a mais nova integrante da família Nina Grand Wolf.

Filho da jogadora de vôlei de praia Ana Paula, Gabriel, de 7 anos, tem quatro passaportes para dar conta de todos os carimbos dos países que já viajou mas, como qualquer criança, ainda chora quando a mãe faz viagens muito longas. Foi numa despedida que ele deixou a mãe de coração partido, depois de uma convocação de emergência para as Olimpíadas de Pequim.“Essa viagem foi meio traumática para ele. Quando viajo, a gente faz um calendário onde marca os dias em que vou ficar fora, mostro no globo (terrestre) onde vou estar. Só que dessa vez eu tinha ficado 12 semanas fora, prometi que ia passar quatro semanas com ele, ia levá-lo ao médico, ver o cachorro que ele me pediu e só fiquei dois dias” relembra a jogadora em entrevista exclusiva ao EGO.

“Essa viagem foi meio traumática para ele. Quando viajo, a gente faz um calendário onde marca os dias em que vou ficar fora, mostro no globo (terrestre) onde vou estar. Só que dessa vez eu tinha ficado 12 semanas fora, prometi que ia passar quatro semanas com ele, ia levá-lo ao médico, ver o cachorro que ele me pediu e só fiquei dois dias” relembra a jogadora em entrevista exclusiva ao EGO.

Para piorar, a atleta ainda teve que romper um trato que fez com o filho. “Quando volto de uma viagem longa, ele pode dormir três noites na minha cama. Dessa vez ele só tinha dormido duas. Aí, quando eu estava indo para o elevador, ele, aos prantos, perguntou: ‘Não dá para você dizer para eles que você tem mais uma noite comigo?’. Aquilo me dilacerou”, conta.

De coração partido, Ana Paula passou parte de seu tempo em Pequim em busca do tal cachorro prometido. “Ficava na internet, no Google, procurando canis, informações sobre labradores. Aí encontrei a Nina, que chegou lá em casa antes de mim”, diz ela, sobre a filhote que está há apenas quatro dias na casa da família no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Assista no vídeo de Ana Paula, Gabriel e Nina brincando durante a sessão de fotos para o EGO.

A filhote Nina Grand Wolf, embarcou para o Rio de Janeiro, sexta- feira dia 22/08/2008 e aguardará a chegada da atleta de Pequim.

Ana Paula do vôlei e seu filho Gabriel, com a mais nova integrante da família, a labradora Nina Grand Wolf.

Filhotes de Pug

Filhotes de Labrador

Entregamos nossos filhotes vacinados, vermifugados, microchipados, carteira de saúde, pedigree CBKC (internacionalmente reconhecido), garantia mediante contrato de compra e excelente linhagem.

Com um desmame acompanhado pelo nosso veterinário e com os melhores produtos do mercado nacional e internacional.

Confira os nossos filhotes disponíveis, fruto de muito trabalho, dedicação, carinho e amor!

Telefones: (11) 4681.4270 / (11) 97156.2053 / (11) 97138.9477

E-mail: contato@canilgrandwolf.com.br

Venha nos visitar!!

Atendemos somente com hora marcada.



Aceitamos todos os cartões de crédito



Parceiros

Como podemos lhe ajudar?

Telefones: +55 11 4681-4270 / 97138-9477

E-mail: contato@canilgrandwolf.com.br

Preencha o formulário abaixo

Canil Grandwolf - Todos os Direitos Reservados - Email: contato@canilgrandwolf.com.br Fone: (11) 4681-4270 / 97138-9477